O que é?

O “Portugal Divide” consiste na interligação, de bicicleta, ao longo de uma única etapa, do Centro Geodésico e dos Pontos Extremos de Portugal Continental. A rota é livre, podendo o Bikepacker escolher o seu caminho, fazendo-o por terra, asfalto ou um mix de ambos. O PD poderá ser percorrido, em qualquer altura, individualmente ou em grupo, numa “luta contra o tempo” ou no mais puro lazer. Anualmente, o grande momento, está reservado para a grande partida, em Cevide (o extremo norte), onde um grupo de audazes se encontrará com o propósito comum de completar este desafio, cruzando todos os pontos intermédios estipulados e alcançando o Cabo de Sta. Maria (o extremo sul) .

Como e quando surge?

A ideia de um “Divide” português, surge no seio de um grupo de Bikepackers, que sucessivamente se encontra em overnights e se desafia para uma grande travessia de Portugal Continental. Pretendem elevar a fasquia das suas aventuras e projetar um desafio de grande extensão, épico, onde simplesmente se sigam as “regras” do Bikepacking, tal como no Tour Divide (o maior desafio de entre todos os eventos de bikepacking).

A grande partida: Cevide, 2018-05-26 08:00 [GMT]

FALTAM

DESAFIA-TE!

Isto não é a tua típica maratona de BTT!

Vais precisar de estar bem preparado, mesmo que o teu objectivo não seja andar depressa...

Competição
Sobrevivência
Resistência
Navegação

O Portugal Divide é também um desafio de Bikepackers para Bikepackers, o que significa que se estende a todos aqueles que queiram e se possam aventurar, desde que conscientes das dificuldades, tais como a extensão, a orografia, os requisitos físicos e mentais necessários e o conceito subjacente a este conceito informal. Ou seja, é preciso ter presente que não há organização, não há custos de inscrição, não há apoio, não há prémios, não há horários, não há locais pré-definidos para comer ou dormir, não há carros de apoio, não há mecânicos, não há staff, não há estradas fechadas ao trânsito, não há G.N.R., não há sinalização de percurso, não há seguros e portanto cada um estará por sua conta e risco

As travessias concluídas e validadas com sucesso perdurarão num registo “histórico”, neste mesmo sítio, constando os dados relativos ao Bikepacker, bem como a data e hora de passagem em cada um dos pontos e o tempo total da travessia.